A cada dia se intensificam mais as discussões sobre a adaptação das empresas para melhor receber colaboradoras mulheres. E uma pauta importante e que não pode faltar nessa discussão é a maternidade. Segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), metade das 247 mil mulheres ouvidas perderam seus empregos após darem à luz. Diante de tal contexto, qual a importância das empresas ao implantar políticas corporativas que promovem a igualdade ao incluir e valorizar mulheres que maternam?

A Sputnik, umas das maiores escolas corporativas do Brasil vai debater justamente isso no evento “Maternidade e liderança: o que as empresas têm a ganhar com políticas corporativas que valorizam mulheres que maternam”, que acontece dia 05 de maio, às 10h. O encontro vai ampliar os horizontes dos participantes ao discutir planos de ação para que a equidade seja de fato alcançada.

O evento será imprescindível para gestores, RHs e profissionais em geral que se preocupam com uma coexistência saudável entre gêneros nas empresas. “É inegável a necessidade de inovar na gestão empresarial de forma a abraçar mulheres que optam por equilibrar suas carreiras com a maternidade. Essas profissionais devem ser acolhidas como um todo, levando em conta também sua vida na maternidade. Se queremos profissionais cada vez mais competentes no futuro, precisamos acolher também as mães que estão gerando essas pessoas”, ressalta Mariana Achutti, CEO e fundadora SPUTNiK.

O evento será presencial no bairro de Pinheiros, zona sul de São Paulo (SP) e as vagas são limitadas. Entre os participantes estão Mafoane Odara, Luiza Voll e Bruna Marques. Com mediação de Mariana Achutti. Os ingressos podem ser adquiridos pelo site do evento .

Serviço

Break SPUTNiK - Maternidade e liderança: o que as empresas têm a ganhar com políticas corporativas que valorizam mulheres que maternam

Leia Também

5 de maio, das 10h às 12h, em Pinheiros, São Paulo (presencial)

Inscrições no site do evento . Vagas limitadas.

Sobre as participantes:

Luiza Voll: Luiza Voll é mãe, publicitária, designer de interação e sócia da Contente, plataforma de educação e conteúdo para criar #ainternetqueagentequer. Pensa e escreve sobre o tempo para além da produtividade e sobre o que a internet tem feito com a gente. Atuou em agências em Belo Horizonte, São Paulo e Barcelona, trabalhando para clientes como Natura, Unilever e Ikea. É especialista em Liderança para a Transição, Design para Sustentabilidade e Comunicação Não Violenta, por instituições como Schumacher College e Gaia Education.

Mafoane Odara: Mafoane Odara é psicóloga e mestre em Psicologia pela Universidade de São Paulo. Ela é colunista, consultora, pesquisadora, ativista e hoje atua como líder de recursos humanos para América Latina na Meta. Mãe do Mudrik Diop (8) e da Makini Niara (4), é uma das importantes vozes brasileiras nos debates de diversidade, equidade e inclusão no mundo corporativo e público. Também promove reflexões sobre os desafios das mulheres nas áreas de enfrentamento às violências, maternidade e carreira, além de política institucional. Mafoane costuma se definir como uma construtora de pontes e uma colecionadora de boas perguntas. É presidente do Conselho de Administração do Fundo Brasil de Direitos Humanos e integra o Conselho de Diversidade da FGV-SP e os Conselhos Consultivos do Instituto para igualdade de gênero na política - Vamos Juntas - e da Escola de Formação Política - RenovaBR. Além disso, é integrante das Redes de Líderes Políticos da RAPS (Rede de Ação Política pela Sustentabilidade), da Fundação Lemann e do Movimento Agora!.

Bruna Marques: Bruna Marques é psicóloga com mais de 5 anos de experiência no setor de recursos humanos. Atualmente seu propósito é construir um mundo corporativo mais humano e empático. Fala sobre empatia, comunicação, saúde mental e produtividade sustentável. Além disso, relata experiências sobre ser mãe e como isso se relaciona com seu trabalho.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários