O ano de 2021 está chegando ao fim e, mais do que nunca, torna-se fundamental avaliar ações que deram certo e as que merecem melhorias para o próximo ano. No ambiente de trabalho, por exemplo, muito se falou sobre a importância da diversidade e da inclusão no mundo corporativo. Mas, como aplicar, de fato, uma cultura organizacional mais diversa e inclusiva em 2022?

"Mais do que falar sobre diversidade, é preciso promover a inclusão nas empresas. Muitas companhias entendem esse novo momento, mas nem sempre sabem como ou por onde começar", pontua Carine Roos, CEO e fundadora da Newa .

Segundo estudo divulgado pela DDI, empresa de análise e pesquisa, e a Ernst & Young (EY), empresas que apostam na diversidade no seu quadro de funcionários têm um aumento de 30% no lucro. Outro estudo desenvolvido pela revista Forbes diz que a diversidade nas empresas é um dos principais impulsionadores da criação de um ambiente inovador. Pensando nisso, a Newa, empresa especializada na capacitação de líderes e seus colaboradores que transforma as organizações por meio da diversidade, inclusão e inovação, traz 5 dicas para promover uma cultura organizacional mais inclusiva no ano que se aproxima.

1 - Ambiente: Tente olhar para dentro do ambiente físico de trabalho e ver se esse cenário está adequado para receber pessoas com deficiência, por exemplo.

Leia Também

2 - A mudança nas lideranças: Colocar cada vez mais mulheres e grupos minorizados em posições de lideranças, fazendo com que suas vivências e perspectivas sejam respeitadas e colaborem na tomada de decisões.

3 - Treinamentos de diversidade e inclusão: Treinamentos de temas acerca de diversidade e inclusão deveriam ser obrigatórios. Entender esse público é de extrema importância.

4 - Estímulo: Colaboradores precisam se sentir estimulados para que compreendam seu papel nas organizações. Traçar metas respeitosas e mostrar para os membros dos times o quão importante eles são para empresa é fundamental.

5 - Conexão: O acolhimento e o cuidado deve ser trabalhado diariamente e a longo prazo com os colaboradores em geral. Todos os profissionais, independentemente de qualquer fator ou posição na empresa, merecem conversas individuais e a criação de intervenções para maior conexão com o time, além de feedbacks. Lembrando que em um ambiente onde não há segurança psicológica não há inovação e aceitação da diversidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários